Existem 3 fases da ignorância: Não saber que não sabe. Saber que não sabe. Não saber que sabe. Qual a sua?

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Despenca

Ele ama alguém (eu nunca mais vou voltar pra casa)
Ele não sabe (estive fora muito tempo)
Lábios tintos de mesa, fuga (nem sei o que é saudade ao certo)
Dance e toque, (...)
meu erro.

Posso fazer mais de conta
Fingir mais
Poderia mentir mais
Poder, ria
Colecionar beijos num envelope

Minha boca é uma selva e eu sou fraca

Sou medo, cor e o não
A pergunta que ainda não fez
Ira e calmaria
Quero beijo
Acariciado mais
Mais carinhos
Mais caminhos
Costura de música e viagens

[SUA PÁGINA
Essa é sua vez, estou te dando uma chance, não jogue
A sua linha. Ei, você! És isto.
Que passo a limpo,
sem repetir]

Antes eu não prestei atenção, mas tudo isso já passou, frequência vital e mundana. Espelho que não quebra.

Um comentário:

Edenilson disse...

"Colecionar beijos num envelope"...

Mais um verso antológico, desses pra lembrar na mesa do Parada... ;)