Existem 3 fases da ignorância: Não saber que não sabe. Saber que não sabe. Não saber que sabe. Qual a sua?

domingo, 27 de março de 2011

Foi deitar melhor do que levantou
Como se colocasse o óculos para fazê-lo

Para mais bem ver os sonhos
Melhor sentir o que vem de dentro da fala que não sai do pesadelo
Quando se pede ajuda
No mudo mundo abaixo do pensamento depois de dormir

Do grito que não sai
E a perna que não mexe
E a tensão
Bate o coração
Que desperta a visão
E fragmenta o real

Ir para a cama é quase um ritual
Um pacto ficcional
Com aquilo que viveu, e pensou, e sentiu
Memorando - rememorando
Remoendo
Esfarelando o concreto da representação

E há quem diga não
Aos avisos dessa encenação
psico-virtual

Há quem ache um mal
Quem ache espiritual

Há em quem o coração esquenta
Ou em quem ele esfria

Há quem não ache nada
Há quem ache uma piada
Há quem faça poesia

Nenhum comentário: