Existem 3 fases da ignorância: Não saber que não sabe. Saber que não sabe. Não saber que sabe. Qual a sua?

terça-feira, 19 de julho de 2011

Tudo pode sonhar!

Abri a embalagem com os dentes. Minha vontade, confesso, era não abrir, permanecer o instante em que abri o pacote e li "O artesão". Mas o título pouco me importava, procurei o perfume, que sempre espero. Você me fez feliz tantas vezes que desta vez é inevitável eu querer arrancar o sorriso de seu rosto - Não por retribuição, não, mas por amor.

terça-feira, 12 de julho de 2011

De Dentro

Num Mun
Do De
Ascensão - Busca - Correria

Nesse mundo mesmo
Tudo o que ele faz é desenhar
E consegue
Desenhar sua comida na mesa
Desenhar seu novo casaco

Outro,
afina depois de muito ter desafinado
Canta-encanta em todo canto
E seu terceiro braço (o do violão)
É que estica para pegar o pão

Eu tento escrever
Ainda não
Ven
de
Mas
Vem
De
Mim

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Escrevendo só

Às vezes eu penso
Que o meu prazer de escrever
É físico
É só a caneta
Só o papel
E só

E que daí arrumei pretexto em poetizar
Para ficar escrevendo